quinta-feira, 30 de junho de 2011

Ufam Promove Oficinas de Quadrinhos

Estudantes dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas promovem oficinas de histórias em quadrinhos em escola da rede pública
Na semana que antecedeu o recesso escolar da rede pública estadual de educação, estudantes dos cursos de Jornalismo e Relações Públicas da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) promoveram a exposição de encerramento do projeto ‘Clube da Mafalda’, por meio do qual são promovidas oficinas de leitura e produção de Histórias em Quadrinho (HQs) em escolas de Ensino Fundamental da rede pública do Amazonas. Realizado pelo ‘Programa de Educação Tutorial de Comunicação (PetCom)’ da Ufam, a ação faz parte de um projeto de extensão implantado nas escolas da rede pública de ensino, cujo objetivo é despertar e incentivar o senso crítico das crianças, pondo em discussão temas atuais por meio das famosas ‘tirinhas’ da personagem ‘Mafalda’. No evento desta semana, além de receber os certificados de participação no projeto, os alunos da escola estadual de Tempo Integral Machado de Assis, localizada no bairro de Educandos, lançaram um mini-gibi com histórias produzidas por eles próprios. Neste ano, o projeto que já está na sua segunda edição, tem como tema “Clube da Mafalda – As Histórias em Quadrinhos como Ferramenta de Comunicação Escolar” e foi realizado com uma turma do 4° ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Machado de Assis. 
A gestora da escola, professora Dorotéia Tourinho, salienta a importância da participação em projetos como este, realizado em parceria com a Ufam. “Nossa escola procura, sempre que possível, participar de projetos que aliam o lúdico à educação. Pelos resultados obtidos, observamos que esta é uma forma eficaz e divertida de ensinar”, apontou. 

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Os Piores momentos da DC Comics

Já que todo mundo nessa cidade está falando de quadrinho, graças à Manaus Comic Con, decidi escrever uma série de posts sobre a DC e seus personagens.

Aviso: Se você é fã da DC Comics, ou acha que só americanos são capazes de produzir quadrinhos, não leia essa matéria. Eu posso ofender um de seus deuses nela.
A DC sempre esteve à sombra da Marvel. E isso não é só porque eles tem um marketing horrível. É que , por algum motivo, cada super herói , por alguma razão racionalmente desconhecida, é um idiota, um trouxa, um perdedor, ou muito, muito, MUITO gay (lembrando sempre: eu também sou – mais informações sobre minha sexualidade e quem eu sou, clique aqui- então, nada contra o herói gay, mas os da DC não assumem...)
E eu já to até vendo um monte de gente que vai me chingar, vai tentar formar frases pseudo-coerentes sobre minha sexualidade e meu direito de falar mal de quadrinho (por que quadrinho é coisa de heterossexual, “coisa de macho” e por aí vai). Mas para vocês que pensam assim eu só tenho uma resposta: Eu não to nem aqui pra sua opinião. Me chamaram pra escrever nesse blog, e é isso que eu faço. Fim de papo.Nessa série de posts eu escreverei sobre alguns dos principais personagens da DC  Comics e vou explicar o porque de eu os achar os mais completos idiotas  do Universo. Começando pelo Flash e o Lanterna Verde.

Flash
Foto sem e com Flash. Quanta diferença!

Flash é um título que foi utilizado muuuitas vezes... e não é muito mais do que isso.
O Flash é um personagem tão estúpido que a DC teve que refazê-lo não uma ou duas, mas QUARTORZE VEZES! O Mundo de Sabedoria DC Comics: Fazer um alter ego. Um. Eu sei que quando você imagina que o personagem principal é gay, ou um perdedor, você quer dar a fantasia dele pra algum outro cara. Mas 14 caras, com o mesmo perfil, não tem sentido algum.
O que sabemos sobre o Flash. Pelo que todos podemos perceber, ele é um exibido. Ele tem o poder mais gay que já foi criado pela mente humana (algo do tipo: Oh, o que você faz incrível super herói que exala testosterona? Ah... Você bate nos bandidos correndo em torno deles? - algum silencio acompanhado de grilos – é o que ele faz.), mas ele mostra o poder super-gay dele como se fosse o máximo. Ele está sempre fazendo coisas simples com super-velocidade, como comprar comida no Mercado a seis quadras de distância, escovar os dentes, essas coisas. E assim... o Superman também tem super-velocidade, mas ele não fez uma idiotice dessas em nenhum quadrinho (me corrijam se eu estiver errado).

terça-feira, 28 de junho de 2011

Manaus Comic Con - Oficinas de Desenho

Para os fãs de quadrinho que forem ao MCC, uma grande atração será a oficina de desenho direcionada para os estilos mangá e comics.
A primeira oficina será no sábado de 14h00 as 17h00 e será voltada para desenhistas iniciantes e dará noções básicas de desenho, como anatomia e escala, por exemplo.
A segunda será no domingo de 14h00 as 17h00 e será voltada para desenhistas intermediários e dará noções avançadas de desenho como perspectiva e introdução de storyboard.
Os alunos devem levar: caderno de desenho ou prancheta com folhas de ofício, lápís ou grafite além de borracha.
As inscrições serão no dia do evento a partir das 10h00. Serão 25 vagas por turma. Chegue cedo no evento e garanta a sua.
O curso será ministrado pelo professor Jucelande Junior (The Satsui). Membro do Clube dos Quadrinheiros de Manaus, Junior desenha desde a década de 1990, já tendo sido professor da escola Arte e Cia em Manaus e do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. Seu estilo mistura influências de comic, mangá, grafite e quadrinho europeu.
Ele será um dos expositores do Manaus Comic Con.



segunda-feira, 27 de junho de 2011

Manaus Comic Con - Street Dance

Mai uma novidade do Manaus Comic Con será a abertura de espaço para dois torneios de Street Dance.
Atualização: 03/07/11
A dança hip hop refere-se aos estilos, especialmente breakdance, locking e popping, desenvolvidos a partir das décadas de 1970 por afro e latino-americanos.
O que diferencia o hip hop de outros tipos de dança é o freestyle (improvisação) e os seus dançarinos frequentemente estarem envolvidos em batalhas - competições de dança formais ou informais. Sessões informais e batalhas de freestyle são geralmente realizadas em um cipher, um espaço de dança circular que se forma naturalmente quando a dança inicia. Os três elementos - freestyle, batalhas e ciphers - são os componentes da dança hip hop.
Com mais de trinta anos de existência, a dança hip hop tornou-se amplamente conhecida após os primeiros profissionais de breakdance e locking, e os grupos de popping.
Além dos Estados Unidos o estilo espalhou-se por todo mundo. A Coreia do Sul é a casa da disputa de breakdance chamada R-16 Korea, a qual é patrocinada pelo governo e transmitida anualmente pela televisão. O país constantemente produz habilidosos b-boys que são designados a serem embaixadores da cultura coreana.

No MCC teremos duas competições:
Sábado - 46h00 as 18h00
Popping 1x1 - 8 vagas. 
Inscrição a partir das 10h00.
Premiação: Conjunto de tenis, camisa e boné. 

Domingo - 15h00 as 17h00
B Boy Free Style 1x1 - 8 vagas. 
Inscrição a partir das 10h00.
Premiação: Conjunto de tênis, camisa e boné. 
Premiação será patrocínio da Sagaz Skate Shop

domingo, 26 de junho de 2011

Organização do Manaus Comic Con no Programa Agitando!

Ontem, dia 25 de junho, a organização do Manaus Comic Con esteve no estúdio de gravação do programa Agitando, na Rádio Amazonas FM.

Agradecemos à Vivi Cariolano pelo espaço e a gentileza com que nos tratou e por sempre promover as movimentações da cultura jovem amazonense.
Além da conversa sobre a convenção, deixamos 10 ingressos que foram distribuidos entre os ouvintes que ligaram para o programa e 10 que serão sorteados durante a semana no perfil da locutora e apresentadora (@vivicariolano). Essa iniciativa de acreditar no valor do jovem e de suas manifestações é admirável, já que  alguns acreditam "que evento bom é evento de fora", e que se "não tiver que pegar um avião pra chegar na convenção, ela não vale à pena".
Durante a gravação do programa conhecemos os organizadores do Social Media Day Manaus, evento criado em 2010 pelo blog Mashable que rola nessa quinta (mais informações aqui).
Mais informações sobre o Manaus Comic Con nos links:
Manaus Comic Con - Atrações
Manaus Comic Con - Palestrantes
Manaus Comic Con - Clube dos Quadrinheiros
Página do Evento no Facebook

terça-feira, 21 de junho de 2011

Homem-Aranha Morre na Série Ultimate

Peter Parker, o jovem fotógrafo que usas seus superpoderes para proteger a cidade de Nova York , morrerá no número 160 da revista "Ultimate Spider-Man".
"Não pude salvar o tio Ben, não importou o que fizesse. Mas te salvei", são as últimas palavras pronunciadas pelo herói antes de morrer para sua Tia May, de acordo com algumas vinhetas distribuídas pela editora.
O vilão Duende Verde é o responsável pela morte de Peter, que expira nos braços de sua amada Mary Jane, na revista que Marvel lançará nesta quarta-feira nos Estados Unidos, segundo o jornal "New York Post".
"É o ponto final, isto tem um sentido e não funcionará se não nos mantemos firmes", explicou ao diário nova-iorquino o roteirista Brian Bendis, em alusão às constantes mortes e ressurreições dos personagens de história em quadrinhos.
Bendis, responsável há 11 anos pelo argumento de "Ultimate Spider-Man", detalhou que tinha falado com a editora sobre o significado do legado do personagem e sobre as novas histórias que poderiam ser contadas a partir de sua morte.
Dessa forma, o falecimento "definitivo" de Peter não supõe o desaparecimento do Homem-Aranha. "Sua morte é o primeiro passo para que um novo personagem reivindique o alter ego aracnídeo", disse o editor-chefe da Marvel, Axel Alonso.

domingo, 19 de junho de 2011

Manaus Comic Con - Palestrantes

Conheça os nosso convidados para as palestras do Manaus Comic Con
Alexandre Callari
Alexandre graduou-se em Letras. É escritor, tradutor, palestrante e aficionado por cinema e quadrinhos. Trabalhou com música e artes marciais.
Autor dos livros Brincando de Escrever (Ed. Plêiade – 1999), Evolução é uma Opção (K2 – 2009), O Dilema da Desatenção (Editora Renata Jardini – 2010), Quadrinhos no Cinema (Ed. Évora – 2011) e Apocalipse Zumbi – Os Primeiros Anos (Ed. Évora – 2011);
Colaborador da revista Mundo dos Super-Heróis (Ed. Europa) e do blog Soc!Tum!Pow!;

Proprietário de uma coleção de 11 mil quadrinhos antigos, Callari viaja frequentemente pelo país fazendo exposições de suas edições raras. É editor e apresentador do site Pipoca & Nanquim, onde faz o que realmente adora: falar de cinema e de quadrinhos.
Temas de sua palestra no Manaus Comic Con:
Sábado

- Como Publicar Seu Livro: desde a preparação do projeto, até a apresentação para a editora
Domingo
- Super-Heróis no Cinema: a história deste subgênero desde a década de 30, culminando nas produções atuais e na promoção do livro Quadrinhos no Cinema


Valéria Fernandes
Doutora em História pela Universidade de Brasília (UnB) na área de Estudos Feministas e de Gênero. Participa do GEFEM – Grupo de Estudos Feministas – da UnB e é colaboradora do PEM – Programa de Estudos Medievais – da UFRJ. Leciona História no Colégio Militar de Brasília e é professora da faculdade Teológica Batista de Brasília.
Ex-redatora da revista Neo-Tokyo e do site Anime Pró. Escrever artigos, resenhas e matérias em seu site Shoujo House e em seu blog pessoal Shoujo Café, além de diversos artigos publicados e diversos sites e blogs sobre mangá e utilização pedagógica de quadrinhos.
É a maior referência nacional em shoujo mangá (A designação do mercado japonês para os quadrinhos escritos para o público feminino).
Temas de sua palestra no Manaus Comic Con:
Shoujo: O Universo do Mangá Feminino: O que é Shoujo Mangá, 
O Papel de Osamu Tezuka, E as Mulheres se tornam autoras, Os Anos 1970 e a revolução do Shoujo Mangá, Sailor Moon e a popularização dos Mangás Femininos, Girlpower: o boom dos mangás no Ocidente e Shoujo Mangá no Brasil: Algumas reflexões


Mário Orestes
Nascido em 7 de julho de 1972, em Manaus, Amazonas.
Premiado em 1º lugar no I Salão de Humor e Quadrinhos (Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas / 1999);
Premiado em 1º lugar no II Salão de Humor e Quadrinhos (Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas / 2001);
Lecionou Desenho de Histórias em Quadrinhos (SESI) e Desenho Japonês - Mangá (Centro Cultural Cláudio Santoro);
Foi um dos fundadores do Clube dos Quadrinheiros de Manaus com o qual organiza exposições, palestras, oficinas, encontros e amostra de vídeos desde 1992;
Em 2006 organizou e lançou o livro Clube dos Quadrinheiros - As Melhores Histórias, pela Editora Valer;
Presta serviço voluntário a Organizações Não Governamentais desde 2002;
Dirige, produz e apresenta o programa Vertical Classic Rock na web radio Vertical, todos os sábados das 14:00 as 16:00 (horário Manaus) desde agosto de 2010.
Temas de sua palestra no Manaus Comic Con:
Domingo
História do Clube dos Quadrinheiros de Manaus

Os horários das palestras serão informados neste post. Acompanhe as atualizações.

Ninja: Legend of the Scorpion Clan

A Alderac anunciou o seu novo jogo, que vai ser lançado na  Gen Con 2011. 
Ninja: Legend of the Scorpion Clan, vai chegar ás lojas em outubro de 2011. O novo jogo tem design do veterano Frederic Moyersoen (Saboteur, Nuns on the Run e Batt'l Kha'os) e é o primeiro título de jogo de tabuleiro baseado no popular cenáriode Legends of Five Rings.
L5R ganhou inúmeros prêmios tanto no seu formato de cardgame quanto na sua versão RPG, ademais o título também gerou uma série de outros produtos como novelas e jogos de miniaturas. Ninja: Legend of the Scorpion Clan trás a complexidade do mundo de fantasia de  L5Rpara os jogos de tabuleiro. O jogo tem partidas rápidas (menos de uma hora), movimentos secretos, informação sobre as ações dos adversários limitada e uma plenitude de oportunidades para o blefe e a manipulação. 
O jogo se passa durante uma noite no castelo nas províncias do Clã do Leão. O Clã do Escorpião envia um ninja que tentará se infiltrar no castelo, mas o defensores não sabem o objetivo do invasor, que pode ser matar um convidado imperial, envenenar a água do poço do castelo, ou roubar os planos de guerra do Daimyo - e além de tudo isso, um dos defensores é também um traidor.

Mostra de Curtas-Metragens Amadores do Batman

Cortesia do nosso palestrante Alexandre Callari, conheça um pouco do universo dos fan films.
Texto de Alexandre Callari
Com as facilidades que a tecnologia nos permite nos dias de hoje, a quantidade de filmes amadores cresceu vertiginosamente. Não existem estatísticas que demonstre o quanto, já que nunca houve uma precisão acerca do assunto, contudo basta um breve passeio pelo site youtube para perceber que existe um número enorme de filmes caseiros que versam sobre os mais variados tipos de assuntos à disposição dos internautas. Desses, os campeões em quantidade são sem sombra de dúvida os baseados na série Star Wars e no personagem foco deste projeto, o Batman. Muitos desses filmes são de péssimo gosto e qualidade, claramente feitos sem quaisquer preocupações estéticas, sem respeito à narrativa, com figurino e direção medíocres. Porém alguns dos trabalhos que lá estão são bem sérios e, de uma forma geral, se enquadram em um dos itens listados abaixo:
• Filmes cujo objetivo é chamar a atenção de grandes estúdios norte-americanos para seus realizadores. Normalmente os autores desses filmes já têm alguma experiência na área e produzem seus trabalhos com um orçamento razoável;

Manaus Comic Con - Atrações

Agende: dias 9 e 10 de julho Manaus Comic Con na EST (Escola Superior de Tecnologia)
Atualização: 04/07/2011
Serão atrações para todos os gostos. 
Os ingressos estarão  a venda, inicialmente, 
Nas lojas
Hey You
Av. Constantino Nery, Nª 46
Tel: 3342 - 2470
E-mail: lojaheyyou@hotmail.com
Twitter: @lojaheyyou


Daisuki
Rua Wilson Castro, 42 (ou Rua A) próximo ao colégio Altair Severiano Nunes e da EST (UTAM).
Horário: 14:00hrs - 18:00hrs.
E-mail: hirai.yumi@yahoo.com.br
Tel.: (92) 3236-6780 (durante o horário de funcionamento da loja)

Atrações

* Apresentação Narciso Frazão 
* Programação de Palco
SÁBADO
14hrs - 15hrs |Dj Mateus Esteves-Ribeiro (Musique Nuit - grupo Chickens Can Fly)
15hrs - 16hrs |Quiz Harry Potter 
16hrs - 18hrs |Hip Hop (Popping 1x1)
18hrs - 20hrs |Banda Lyzz Rock
DOMINGO
13hrs - 14hrs |Quiz Harry Potter
14hrs - 15hrs |Dj Matt (dj da Musique Nuit - Chickens Can Fly)
15hrs - 17hrs |Hip Hop (B-boy Freestyle 1x1)
17hrs - 18hrs |Concurso Cosplay
18hrs - 20hrs |Banda Lyzz Rock


* Exposição de quadrinhos;
* Exposição de fanzines
* Oficina de desenho dom Professor The Satsui
* Feira de venda e troca de livros e quadrinhos;
* Espaço do Clube dos Quadrinheiros Manaus: Sketches feitas na hora pelos artistas do Clube, exposição do material publicado ou inédito;
* Gibiteca;
* Área de Games - Free Play, torneios (PS3, PS2, Wii, Xbox 360) e Retrô Games;
* Exibição de animações, filmes e documentários;
Mini-Festival de Curtas:
Dead End (Sandy Corolla 8:05)
World’s Finest (Sandy Corolla 3:40)
Grayson (John Fiorella 5:29)
Dark Justice (Aaron Schoenke 9:06)
Joker (Chris R. Notarile 5:27)
Mr. J. (Chris R. Notarile 14:19)
* Mesas com demonstração Eurogames (Jogos de tabuleiro importados)
* Mesas de Rpg e Cardgame;
* Concurso Cosplay;
* Concursos e apresentações de street dance - Hip Hop (New Style e B Boy Free Style)
* Concurso de desenho 
* Apresentações de Bandas
* Palestras:
Joaquim Marinho - Os alunos sacanas de Carlos Zéfiro;
Mário Orestes – Clube dos Quadrinheiros de Manaus
Tema da palestra:
#História do Clube dos Quadrinheiros de Manaus
Valéria Fernandes – Ex-revisora da revista Neo Tókyo e do site Anime Pró. Escreve resenhas e critica à animes e mangás no seu blog Shoujo Café. É o maior referencial no gênero Shoujo no país atualmente. 
Tema da palestra: 
#Shoujo Mangá
Alexandre Callari – Editor do site Pipoca & Nanquim, tradutor de Conan – o Bárbaro e autor de Quadrinhos no Cinema
Tema das Palestras:
#Como Publicar Seu Livro: Da preparação do projeto a apresentação para a editora (sábado dia 9)
#Super-Heróis no Cinema: a história deste subgênero desde a década de 30, culminando nas produções atuais. (domingo dia 10)
* Todas as oficinas, concursos e palestras terão inscrição gratuita.
Acompanhem o blog que no decorrer desta semana postaremos os últimos detalhes.
Mais informações sobre o Manaus Comic Con nos links:
Atrações
Palestrantes
Clube dos Quadrinheiros
Mini Festival de Curtas

Street Dance
Oficina de Desenho
DJ Mateus Esteves-Ribeiro
Página do Evento no Facebook




sexta-feira, 17 de junho de 2011

Projeto Superpowers

Projeto Superpowers reúne os heróis do final dos anos 1930, dos 40 e início dos 50, que ficaram esquecidos ou ofuscados pelo sucesso de Batmam, Superman, Capitão Marvel e companhia.
Alex Ross e Jim Krueger (dupla criativa responsável por "Terra X") criam novas histórias e mostram de que forma superes como Flama,Terror Negro, Espírito Americano, Escaravelho e Coruja saíram de ação na metade do século passado. Um grande e misterioso evento será o motivo para voltarem à ativa.
Os quadrinistas aproveitaram o fato de que os personagens entraram para o domínio público --sem necessidade de pagar direitos autorais aos criadores-- para tirá-los do mofo das gavetas dos colecionadores. A revista foi publicada, nos Estados Unidos, pela Dynamite Entertainment está sendo lançada no Brasil pela editora Devir.
A maioria dos personagens deste volume foi criada e publicada originalmente entre as décadas de 1930 e 1940 por várias editoras americanas. São todos produtos da grande explosão de super-heróis deste período, mas que, com o passar dos anos e o término da Segunda Guerra Mundial, deixaram de ser publicados e caíram em domínio público. Agora, mais de 70 anos depois, eles são reunidos numa fantástica saga dirigida ao público juvenil/adulto fã de super-heróis.

Legend of Drizzt e Dungeon of Dread

A WotC (subsidiária da Hasbro) anunciou recente mente dois jogos de tabuleiro para o segundo semestre de 2011.
Após ter deixado orfãos os jogadores de D&D Miniatures a Wizards of the Coast parece disposta a investir pesado no mercado dos jogos de tabuleiro.
O primeiro será lançado em outubro: The Legend of Drizzt board game é o terceiro jogo dá serie de jogos de tabuleiro baseados em cenários de D&D (Os primeiros foram: Castle Ravenloft e Wrath of Ashardalon).
Tratasse de um jogo de aventura cooperativo para 1 a 5 jogadores baseado nos romances de Forgotten Realms escritos por R.A. Salvatore que contam as aventuras do elfo negro Drizzt Do’Urden.
No jogo, os participantes fazem o papel de legendário drow a de alguns de seus famosos companheiros de aventura enfrentando grandes batalhas e terríveis inimigos em busca de glória e tesouros.
The Legend of Drizzt  será lançado dia 18 de outubro nos Estados Unidos e tem preço sugerido de US$ 65,00.

Clube dos Quadrinheiros de Manaus

Conheça a história de um dos mais importantes grupos de quadrinistas de Manaus.
O grupo Orquídea Negra, com o farmacêutico Marcos Antonio dos Santos, a jornalista Nívea Maria e a professora da Universidade Federal do Amazonas, Conceição Derzi, realizou o I Encontro de Quadrinheiros de Manaus, nas dependências do Serviço Social do Comércio (SESC) em 14, 15 e 16 de outubro do ano de 1992. Deste encontro, nasceu a idéia de se fazer um fanzine com histórias em quadrinhos autorais de artistas locais (chamado de “Franca Zona”) e também a idéia de se juntar um grupo com o intuito de se difundir as histórias em quadrinhos. Este grupo seria o Clube dos Quadrinheiros de Manaus.
Com reuniões semanais realizadas no Centro de Artes da Universidade Federal do Amazonas, o Clube dos Quadrinheiros passa a manufaturar vários outros fanzines, além do Franca Zona. Dentre muitos estão: “Os Arcanos”, “Gothic”, “Hyper Comix” (que posteriormente se tornaria uma revista homônima distribuída nacionalmente), “Phodas-C”, “Gráfio”, “Vulgar” etc.
Realizam-se também outros Encontros de Quadrinheiros, além do primeiro que deu origem ao grupo. Estes eventos, passam a ter em suas programações mostras de vídeos, exposições de quadrinhos autorais locais, exposições de coleções de quadrinhos nacionais e importados, palestras, mesas redondas, oficinas, atrações musicais e de grupos de capoeiras. Já alcançando uma certa tradição no cenário cultural local, os Encontros de Quadrinheiros, também contavam com convidados de renome dos quadrinhos nacional, como por exemplo: Laerte, Adão Iturrusgarai, Otacílio Assunção Barros (o Ota da revista Mad), Jean Danton, Flávio Calazans e Edgard Guimarães.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

The Book of Mormon

O musical parodia os mórmons.
O espetáculo conta a história de dois missionários (Elder Cunningham, um rapaz inseguro, acima do peso, mentiroso e que não leu o Livro dos Mórmons e Elder Price, devoto entusiasta e com excesso de autoconfiança) enviados a Uganda na tentativa de converter os cidadãos para a religião mórmon. A dupla de heróis é extremamente inocente, e a única referência da África que eles têm é o filme O Rei Leão. O choque é enorme ao perceberem que lidarão com pessoas famintas, miseráveis, infectadas com HIV e outras doenças, dominadas por um tirano tribal e que, diante de tais circunstâncias, se recusam a acreditar na existência de Deus. Os ugandenses acham Price extremamente arrogante e se reusam a ouvir dele a palavra, afinal, seu sonho era pregar em Orlando/Flórida, e não naquele local perdido na África. Cunningham, por sua vez, conquista a população local com suas pregações que envolvem referências a Star Wars e O Senhor dos Anéis e a existência de uma terra prometida, que os ungandenses pensam ser Salt Lake City.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Pokemon em Português

A Strategos Joogs acaba de  tornar-se a distribuidora de Pokémon para as lojas da Região Norte.
A Strategos Jogos está negociando com vários fabricantes a distribuição de diversos jogos no Brasil. A primeira notícia para os fãs de card games é que, a partir deste mês seremos o fornecedor oficial de Pokémon para a cidade de Manaus e em breve expandira este fornecimento para outras cidades da região norte.
Os direitos de tradução do Pokémon para o português foram negociados ano passado pela Copag, empresa brasileira especializada na fabricação de baralhos e jogos de cartas.
A empresa já começou a venda direta aos consumidores pelo sua loja on-line, onde os fãs já podem adquirir booster e decks das séries importadas: Call of Legends e Hs Triumphant. Mas, a grande novidade da empresa é a série traduzida Diamante e Pérola. Além da facilidade para os jogadores de jogar com cartas em português, a produção no Brasil reduziu o valor do material para menos da matade. Enquanto um booster importado (em inglês) custa R$ 17,90, o booster da Copag (em português) sai por R$ 5,90. Os decks importados de R$ 55,90 saem por R$ 26,90 na versão nacional.

Awesome People Hanging out Together

Michael Jackson e Woody Allen, Elvis Presley e Fred Astaire, Pelé e Sylvester Stallone. 
Personalidades que dificilmente seriam imaginadas juntas são flagradas lado a lado no blog de fotos Awesome People Hanging Out Together (pessoas incríveis saindo juntas, em tradução livre).
O blog reúne imagens muitas vezes históricas de encontros de músicos, atores, cineasta e esportistas em momentos de descontração.
Entre as fotos, há registros de momentos íntimos, como Paul Newman e Robert Redford jogando pingue-pongue, descalços e sem camisa, e Mick Jagger, William Burroughs e Andy Warhol durante uma refeição em uma mesa simples.
Entre os encontros curiosos, estão Charlie Chaplin e Albert Einstein em foto de data não revelada e Snoop Dogg cozinhando no programa de Martha Stewart.
Outra foto incrível é esta abaixo: Chuck Norris com seu mestre. 




Postado originalmente no site da Folha.

terça-feira, 7 de junho de 2011

A Divina Comédia em Quadrinhos

Por mim se vai à cidade dolente,
por mim se vai à eterna dor ,
por mim se vai à perdida gente.
Justiça moveu o meu alto criador,
que me fez com o divino poder,
o saber supremo e o primeiro amor.
Antes de mim coisa alguma foi criada
exceto coisas eternas, e eterna eu duro.
Deixai toda esperança, vós que entrais!

"A Divina Comédia", é um dos textos mais importantes da língua italiana e da literatura mundial. Escrito pelo poeta Dante Alighieri (1265-1321), mereçe muita atenção. O título originalmente dado por Dante era apenas "Comédia". Só a partir de uma edição publicada em Veneza, em 1555, é que o adjetivo “divina” passou a fazer parte do título, acréscimo de outro autor célebre da época, Giovanni Bocaccio.
No entanto, a coincidência de duas adaptações do texto para os quadrinhos invadirem as prateleiras das livrarias brasileiras ao mesmo tempo chega a ser engraçada.


A primeira delas, "A Divina Comédia de Dante", lançada pela Companhia das Letras, é uma experiência marcadamente autoral, fruto da imaginação do designer americano Seymour Chwast. O artista dá um tom "noir" de história de detetive dos anos 1950 à obra original italiana. Nesta versão, Dante e seu guia Virgílio vestem seus chapéus de feltro e vagam pelos domínios de um Inferno, um Purgatório e um Paraíso em estilo noir. No caminho, deparam-se com inúmeros pecadores e santos - muitos deles pessoas reais às quais Dante designa uma punição horrível ou prazeres indescritíveis - e ficam frente a frente com Deus e Lúcifer. Chwast cria uma fantasia visual a cada página, e suas ilustrações criativas resgatam a complexidade delirante desse clássico do cânone ocidental.

Crazy Legs

A banda brasileira Crazy Legs é considerada pela crítica musical: uma das maiores revelações do cenário rockabilly mundial.

O Rockabilly sempre foi um gênero enaltecido pelos críticos, mas, a razão pela empolgação em torno do Crazy Legs é merecida, e deve-se ao talento do trio que mistura, na dose certa, a rockabilly mais tradicionalista dos anos 50 com surf musiccountry e umas pitadas de punk, o que lhes dá uma personalidade musical própria
Com uma trajetória de mais de dez anos, contam com seis álbuns lançados no Brasil e no exterior, entre eles, um vinil 7 polegadas e um ao vivo. O grupo também tem no curículo dezenas de shows pelo circuito de pubs e festivais europeus, como o Rock ‘n’ Roll Weekender, em Walldorf, na Alemanha.
Para quem mora ou está de bobeira em São Paulonesse fim-de-semana, a banda se apresenta dia 10 de junho a partir das 22h00 no London Pub – Av. Floriano Peixoto, 39 – Centro, São Paulo. Os angressos antecipados custam R$10 (primeiro lote) e estão à venda na Dalaii Store (Rua Professor Pedro Bernardo, 59 – Centro)

sábado, 4 de junho de 2011

Homem-Aranha Noir

Anunciada no Brasil em fevereiro, chega finalmente as bancas uma das versões mais aclamadas do homem-aranha há vários anos.

Lançadas lá fora em 2009, como parte do interessante e crescente mundo noir (contos de crime, regados a cinismo e mistério) da Marvel, as histórias do Homem-Aranha Noir chega ao Brasil pela Panini Comics, em uma edição com acabamento de luxo!
Homem-Aranha Noir (formato americano, 108 páginas, papel couché, distribuição em livrarias e comic shops) segue a história de um Peter Parker ligeiramente diferente do que conhecemos, tentando ganhar — ou melhor, não perder — a vida em meio à Grande Depressão que atingiu os EUA depois da quebra da bolsa de valores de 1929. Esse mundo, apesar de similar em muitas coisas ao um que conhecemos, incluindo aí a presença de vilões clássicos como Kraven, Duende Verde e Abutre, é um tanto mais sórdido e sombrio.
Os roteiros são do inglês David Hine (de Guerra Silenciosa) e de Fabrice Sapolsky, e a arte fica por conta do talentosíssimo italiano Carmine Di Giandomenico (de Magneto: Testamento). O especial inclui os quatro números da primeira minissérie em uma aventura completa.

George R. R. Martin

Em 1994, o roteirista de televisão George R.R. Martin decidiu mudar de profissão e retomar seu passado pouco glorioso de escritor de fantasia e ficção científica.
Esta decisão era quase uma desforra contra os produtores de televisão. Ele pretendia criar um ambicioso épico de fantasia, com batalhas grandiosas, que ninguém ousaria levar às telas.
Dezessete anos depois, a televisão se curvou a Martin com a estreia mês passado da série A Guerra dos Tronos com um orçamento estimado em US$ 60 milhões. A obra é baseada no primeiro volume de sua saga de fantasia As Crônicas de Gelo e Fogo.
Nos 15 minutos da série revelados pelo canal americano HBO antes da estreia, já era possível perceber que ela tem pouco em comum com outras sagas de fantasia. Para quem se acostumou com o mundo de O senhor dos anéis, de J.R.R. Tolkien, em que as diferenças entre o bem e o mal são claras e o final feliz é quase inevitável, A Guerra dos Tronos parece pertencer a outro gênero. O mundo de Westeros, criado por George R.R. Martin, é repleto de sombras e sangue. Personagens recém-apresentados ao espectador podem morrer poucas cenas depois, sem aviso e de forma violenta, e a disputa entre heróis e vilões dá lugar a uma trama cheia de intrigas e traições, na qual diferentes clãs da nobreza disputam o poder sobre o reino.